Adaptação

A entrada da criança na escola é uma experiência marcante e significativa tanto para ela como para os pais. Por isso, a adaptação deve ser planejada com calma e atenção, respeitando o ritmo e disponibilidade da criança para esse encontro com o novo. Na Jacarandá, os pais preenchem um questionário informativo e realizamos uma entrevista para conhecer um pouco do histórico da criança e combinar o processo de adaptação.
       
No caso dos bebês, muitas vezes a entrada no berçário coincide com a introdução de novos alimentos, diminuição da amamentação materna ou desmame, retorno da mãe ao trabalho... Então, é fundamental que a mãe ou o pai tenham alguma disponibilidade de tempo para permanecer junto com o bebê no berçário e acompanhem as primeiras papinhas, trocas e momentos de fazer o bebê dormir. Essa é uma valiosa oportunidade de mostrar às educadoras do berçário qual é o “jeitinho” do bebê e, por outro lado, de conhecer quem vai se ocupar de seus cuidados, brincar com ele e organizar a rotina do período em que o bebê permanecer na escola.

Entre 1 e 3 anos, também é importante que a criança esteja acompanhada pela mãe ou pai nos primeiros dias, para que se sinta segura no ambiente escolar. Nesse período de adaptação, a criança passará um período mais curto na escola (entre 1 e duas horas), para que visite o espaço físico, conheça as professoras e observe as brincadeiras. Conforme for se interessando pelas brincadeiras e atividades propostas pela professora, os pais podem ir se afastando, permanecendo fora da sala ou ambiente onde o grupo está brincando, até que a criança se sinta confortável com a ausência dos pais.

Na Jacarandá não estabelecemos um prazo para a adaptação, pois as crianças têm ritmos muito particulares. Quando esse período se estende mais do que os pais planejaram, outros adultos próximos da criança, como avó, avô ou babá, podem colaborar, permanecendo na escola no lugar dos pais.
A partir dos 4 anos, normalmente as crianças já têm um pouco mais de experiência social, então a permanência dos pais na escola é combinada de acordo com a necessidade.

Consideramos que essas primeiras experiências vividas na educação infantil são de fundamental importância para que a criança crie uma boa relação com professores, colegas e com o próprio conhecimento. Dedicação, atenção e investimento nessas primeiras vivências podem contribuir muito para a formação da criança.